terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Vou embora, depois feche a porta...

Eu poderia rir milhares de vezes nessa vida, mas não chegariam a valer os choros que tive. Ser feliz é uma escolha? Ser feliz é um momento, ou você está, ou não. Há certos acontecimentos na vida que te impedem de ser feliz, e são neles que se percebe que a felicidade não é uma escolha. Como posso estar feliz com tantas mentiras? Não quero mais pensar o que se passa na mente dos outros, sinceramente eu cansei de supor que as pessoas são como eu, e que não há maldade nelas, capaz de ferir alguém. Sinto vontade de viver em mentiras, não queria nunca saber a verdade de nada, pois já não acredito mais na capacidade das pessoas se amarem, e as minhas esperanças vão se derretendo cada vez mais. Eu tampo meus ouvidos, e a minha cabeça grita absurdos, eu não quero ouvir, só quero ir embora de mim, como se fosse depois de uma noite de sexo, quando se diz: "Eu vou embora, depois feche a porta". E à partir daí nunca mais se vêem. Vazio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários