domingo, 18 de dezembro de 2011

She's lost control ..

Equilíbrio. Acordo pensando nesta palavra. Equilíbrio ao andar, equilíbrio ao subir o ônibus, equilíbrio ao atravessar a ponte, equilíbrio, equilíbrio, equilíbrio. Passar todos os dias da semana num trabalho que você não vê futuro, gastar seu tempo em nada que te acrescenta, só diminui. Largar o cigarro porque não te faz bem. Parar de beber pra não se descontrolar, em busca do equilíbrio. Deixar as noitadas de farra por causa do cansaço, porque senão não conseguiria trabalhar bem no dia seguinte. Tudo em busca da merda do equilíbrio na vida. Se tu faz isso, não consegue fazer aquilo, e se não consegue fazer aquilo tem de parar de fazer isso. A sociedade engana, mente, e julga que o certo é fazer o que dizem. Mas a verdade é que não me sinto nada bem com essa filosofia normal de vida.
Que me dêem cigarros, bebidas, drogas, para viver uma felicidade sozinha, que é só minha, mas que mesmo assim é felicidade, pois eu sinto, e se ninguém mais sente é porque não entende, e se não entende que vá embora. Pra quê viver rodeada de pessoas se no fundo eu me sinto tristemente só? Falsidade e encenação não combina comigo. Que se foda o equilíbrio. Só queria comer a presença daquilo que sinto falta, é pedir muito? Mas às vezes o que peço parece ser impossível. E perco o controle. E fumo demais. E bebo excessivamente. Grito. Choro. Porque dói. Eu sei que dói.


Por Thamara Venâncio.

Um comentário:

  1. Olá!! Vc sempre pensou assim?? Ou é um
    momento?Abraço

    ResponderExcluir

comentários